PDA

Ver Versão Completa : Encontro semanal de motos em Brasília



ubiratamuniz
12-06-06, 14:41
Motonline: o seu site de moto na Internet - Colunista: Geraldo Tite Simões
"Encontro Federal

Shopping de Brasília reúne mais de mil motociclistas toda semana

Texto Geraldo Tite Simões Fotos Tite e Élvio Gasparotto"
http://www.motonline.com.br/colunistas/coluna.html

http://www.motonline.com.br/colunistas/tite/encontro-brasilia/showderock.jpg

Como muitas das ações que deram certo, o encontro do Terraço Shopping de Brasília, DF, surgiu por mero acaso. O administrador Geraldo Melo, meu xará e vizinho de adolescência, precisava de um fotógrafo e conheceu Élvio Gasparotto, outro maníaco por motocicletas. Depois de uma rápida conversa, nasceu o primeiro encontro no espaço externo do Terraço Shopping, de forma discreta.

http://www.motonline.com.br/colunistas/tite/encontro-brasilia/publico.jpg
(Público: Mais de 1000 pessoas)

Bom, tudo que é dá certo tem uma história parecida: “depois de algumas semanas já estávamos recebendo vários motociclistas e percebemos que Brasília tinha muito mais motociclista do que imaginávamos”, explica Geraldo. Até nascer o “Point das Máquinas”, nome desse encontro semanal, os encontros de motos se realizavam no distante autódromo. Além disso, reunia de tudo ao mesmo tempo: motos, jipes e carros clássicos.

http://www.motonline.com.br/colunistas/tite/encontro-brasilia/amazonas.jpg
(Amazonas)

Com o desenvolvimento do Point das Máquinas o encontro se tornou mais central e conseguiu algo inédito em termos de reunião de motociclista: atraiu as caras-metades. Nos encontros semanais é comum o motociclista deixar a esposa (namorada, caso, concubina, etc) em casa e lá ia se encontrar com os marmanjos.

http://www.motonline.com.br/colunistas/tite/encontro-brasilia/axel.jpg
(Axel)

“Com a reunião no shopping, e bem em frente à área de alimentação, conseguimos atrair as mulheres e filhos e o encontro tomou um caráter familiar”, explica Renata Monnerat, gerente do Terraço Shopping.

http://www.motonline.com.br/colunistas/tite/encontro-brasilia/Mafra.jpg
(Mafra)

No princípio, lojistas e donos dos restaurantes torceram o nariz quando lançaram a idéia de um encontro de motos no Shopping. “Depois de perceberem que o nível dos motociclistas era alto e nada tinham a ver com a imagem preconceituosa que a categoria traz, os lojistas não apenas abriram as portas como perceberam o aumento na freqüência e no consumo”, revela Gasparotto.

http://www.motonline.com.br/colunistas/tite/encontro-brasilia/motoclubes.jpg
(Motoclubes)

De fato, é raro ver um encontro semanal que reúna mais de 1.000 pessoas, dentro de um clima dos mais pacíficos e comportados. Vários motoclubes aproveitam para divulgar passeios e até ações sociais, como distribuição de cestas básicas. Como é o caso do QC Motoclube “o único que não tem estatuto do Brasil”, representado pelo animado Mário Sérgio Mafra, de 67 anos, dono de uma Harley 1450. O clube reúne 96 integrantes que fazem passeios quilométricos pelo Brasil, sempre com a preocupação de diversão com ação social. “No aniversário do clube, no dia 11 de setembro, distribuímos 5.000 kg de alimentos”, orgulha-se Mafra, ressaltando que a data de fundação nada teve a ver com ataques terroristas! Durante o ano, no natal, dia das crianças e outras datas festivas, eles também repetem as ações. “É uma forma de começarmos a mudar a imagem do motociclista no Brasil e fazermos mais do que simplesmente ficar olhando!”. Mafra repete um refrão que já está se tornando mote em todo Brasil: não basta ficar olhando, é preciso se mexer para mudar!

http://www.motonline.com.br/colunistas/tite/encontro-brasilia/ural.jpg
(Ural)

Dentro do encontro encontra-se de tudo. Eu estava rodando entre as motos quando dei de cara com uma Ural dos anos 50! Isso mesmo, mas inteiramente nova, impecável. Claro, a Ural é fabricada até hoje na Rússia, com o mesmo visual dos anos 50. Na Áustria um mecânico especializou-se em comprar essas motos, alterar alguns componentes para se adequar às exigências da legislação e a moto virou moda, sobretudo por causa do side-car. Axel Wech, conselheiro da embaixada austríaca, comprou uma Ural e quando foi transferido da Índia para o Brasil trouxe sua moto exótica na bagagem. Segundo ele “é uma moto diferente, confiável e muito barata, já viajei muito com ela”.

http://www.motonline.com.br/colunistas/tite/encontro-brasilia/policia.jpg
(Polícia Militar)

Eventualmente são realizados shows de rock o que ajudou a promover as novas bandas. Segundo Gasparotto, “passamos a receber CDs demos de várias bandas, solicitando a oportunidade de tocar em nosso evento. Isso ajudou a divulgar esses grupos para um público garantido de mais de 1.500 pessoas por semana”. Ou seja, é o tipo de evento em que todo mundo sai ganhando, não apenas os organizadores.

http://www.motonline.com.br/colunistas/tite/encontro-brasilia/triciclo.jpg
(Triciclo)

É um encontro bem diferente mesmo, porque não existem as dezenas de barracas que vendem de tudo, já que o objetivo não é transformar o evento em um produto rentável. Mas o evento abriu espaço para a Polícia Rodoviária e Exército, que exibem suas reluzentes motos e ainda vendem camisetas e bottons para sustentar o motoclube deles! Isso mesmo! Brasília é uma cidade tão diferente que até os policiais motociclistas organizam passeios e encontros! Ah, se isso se espalhasse por todo Brasil!

O encontro é realizado todas as terças-feiras, a partir das 17 horas.

heffestto
12-06-06, 14:46
Eu recomendo, o encontro do terraço é muito bom.

ubiratamuniz
12-06-06, 14:53
Eu recomendo, o encontro do terraço é muito bom.

poisé... ja frequentava antes de comprar a moto... hehe...

tá na hora de o PN-DF marcar presença :) Quantos brasilienses temos aqui? Eu, vc, o Cabra, mais alguém?

[s]

Serifa
12-06-06, 15:12
muito bom..pena q é longe pacas

ubiratamuniz
12-06-06, 15:26
muito bom..pena q é longe pacas

Vou dizer uma coisa: é um encontro dos mais ecléticos... vai desde a molecada de biz com neon e pintura "cheguei", até "scooteiros" com burgman e future, passando pelos *****-loucas com os big triciclos, trailzeiros, fãs das speed, fãs das custom, jovens, velhos, pais e avôs de família, de assalariados a ministros de tribunal superior (um dos ministros daqui do tribunal onde trabalho de vez em quando aparece), etc.

Uma vez tinha um pai com dois filhos, cada filho com uma mini-moto, os moleques ficavam pasando lá no meio do povo, a maior comédia... hahahaha

O mais curioso é que mesmo com a quantidade de pessoas presentes, você não vê confusão de nenhum tipo, o clima é de amizade e companheirismo total. Isso é raríssimo em um evento desse porte, ainda mais aqui em Brasília em que qualquer aglomeração é sinônimo de briga e pancadaria, e onde as pessoas tendem a se "isolar nos seus mundinhos particulares" e não se enturmarem.

Grande abraço,

Bira

heffestto
12-06-06, 17:22
Eu recomendo, o encontro do terraço é muito bom.

poisé... ja frequentava antes de comprar a moto... hehe...

tá na hora de o PN-DF marcar presença :) Quantos brasilienses temos aqui? Eu, vc, o Cabra, mais alguém?

[s]


tbm tem o Toin, e deve ter mais alguem perdido por ai..

Toin
14-06-06, 16:17
:drool:

Difícil é ter uma terça q não estou por lá!!! :lol:

ubiratamuniz
14-06-06, 16:26
como é que tava ontem?

com esse negócio de copa, ia ter muito nego bêbado por aí, fiquei cabreiro de ir.

bora pro península (lago norte) hoje?

Toin
14-06-06, 16:39
como é que tava ontem?

com esse negócio de copa, ia ter muito nego bêbado por aí, fiquei cabreiro de ir.

bora pro península (lago norte) hoje?

Tava devagar, no máximo tinha umas 50 motos....

Peninsula eu não vou não, muito longe! :<0>:

BrunoDias
14-06-06, 17:24
Eu recomendo, o encontro do terraço é muito bom.

poisé... ja frequentava antes de comprar a moto... hehe...

tá na hora de o PN-DF marcar presença :) Quantos brasilienses temos aqui? Eu, vc, o Cabra, mais alguém?

[s]


tbm tem o Toin, e deve ter mais alguem perdido por ai..
deve ter o pessoal la do lidermotos tb
rola ate de fazer uma confraterniazaçao entre os foruns ehheheh

Carlos Roberto
16-06-06, 12:26
Meu nome é Carlos e moro em Brasília, mais precisamente no Gama. Como podem notar sou novo neste fórum e também sou novíssimo no mundo das motocicletas. A minha primeira moto foi uma Twister 250, comprada ano passado e roubada dentro do condomínio que mor, o qual estou processando no juizado de pequenas causas. Comprei outra Twister e recentemente comprei uma Intruder 125 para minha esposa. Ela vai ter a primeira aula dia 23/06...Como podem perceber, virou um amor louco essas história de moto comigo...

ubiratamuniz
16-06-06, 12:46
Meu nome é Carlos e moro em Brasília, mais precisamente no Gama. Como podem notar sou novo neste fórum e também sou novíssimo no mundo das motocicletas. A minha primeira moto foi uma Twister 250, comprada ano passado e roubada dentro do condomínio que mor, o qual estou processando no juizado de pequenas causas. Comprei outra Twister e recentemente comprei uma Intruder 125 para minha esposa. Ela vai ter a primeira aula dia 23/06...Como podem perceber, virou um amor louco essas história de moto comigo...
_________________


WELL COME Roberto! :D

mais um de Brasília... o fórum tá crescendo... hehe

Daqui a um pouco vamos ter que marcar presença do PN no Terraço... risos.

também tô começando a botar pilha na minha noiva (futura esposa, o casamento já tá marcado) pra aprender a andar de moto. Ontem levei ela pela primeira vez pra andar comigo (só na quadra, pois só temos um capacete, então fui eu sem e ela com o meu) e ela adorou... agora é comprar um capacete pra ela, hehe.


Meu nome é Carlos e curto moto e fotografia. Tudo isso recentemente...

Mais um motociclista-fotógrafo na área? legal :)

[s]

Bira

Carlos Roberto
16-06-06, 13:32
Quando comprei meu capacete já comprei um pra minha esposa. Pra minha filha de 10 anos dei outro de presente...Ela adora andar de moto comigo...Como vê, isso tá virando um negócio de família...

ubiratamuniz
16-06-06, 13:50
poisé, no meu caso comprei só pra mim mesmo, pois ela nunca tinha andado de moto na vida (eu também não) e quando fui comprar ela não foi junto. Como ela gostou da "volta na quadra", sábado devo ir com ela comprar um casco no tamanho certo.

Ah, galera de brasília, quem quiser adesivos do PN eu tenho, passo pelo preço padrão de R$ 1,50 cada.

Carlos Roberto
16-06-06, 15:21
Também nunca tinha andado de moto na vida, tanto que, quando fui comprar minha nem sabia montar. Não tinha idéia de freio, embreagem e câmbio. Só sabia me equilibrar em bicicleta. Foi depois de um mês com a moto parada embaixo do prédio que eu comecei as aulas. Depois da primeira aula cheguei em casa e peguei a moto e fui dar umas voltinhas na quadra...Foi quando tive meu primeiro tombo...rs...Hoje venho trabalhar quase todos os dias de moto. São raros os dias que venho com o carro. Viciei....

ubiratamuniz
16-06-06, 15:32
Também nunca tinha andado de moto na vida, tanto que, quando fui comprar minha nem sabia montar. Não tinha idéia de freio, embreagem e câmbio. Só sabia me equilibrar em bicicleta. Foi depois de um mês com a moto parada embaixo do prédio que eu comecei as aulas. Depois da primeira aula cheguei em casa e peguei a moto e fui dar umas voltinhas na quadra...Foi quando tive meu primeiro tombo...rs...Hoje venho trabalhar quase todos os dias de moto. São raros os dias que venho com o carro. Viciei....

hehehe, somos dois então... geralmente só tiro o carro da garagem pra sair com a dona patroa à noite, ou então quando preciso carregar algo mais pesado e caro (tipo notebook) pro trampo.

Minha cunhada e sogra mesmo me disseram que depois que comecei a andar de moto estou com o semblante melhor, mais tranquilo. De fato, estresso menos, enquanto vir de carro pro trabalho (moro perto) é stress puro, de moto eu curto o caminho, e chego tranquilex :)

Carlos Roberto
16-06-06, 15:51
Eu comecei a ter mais cuidado na estrada até com o automóvel. Com a moto passei a ser mais respeitoso no trânsito e a estressar menos. Moro longe do trabalho e a estrada pede mais velocidade quando vazia e muita paciência quando cheia. E de moto ou de carro, se perder a cabeça em caminhos tão longos, percorridos todos os dias, acidentes são quase certos e, na moto, qualquer acidente é sério e o motociclista sempre se dá mal. Qual é a sua moto?

ubiratamuniz
16-06-06, 15:53
Eu comecei a ter mais cuidado na estrada até com o automóvel. Com a moto passei a ser mais respeitoso no trânsito e a estressar menos. Moro longe do trabalho e a estrada pede mais velocidade quando vazia e muita paciência quando cheia. E de moto ou de carro, se perder a cabeça em caminhos tão longos, percorridos todos os dias, acidentes são quase certos e, na moto, qualquer acidente é sério e o motociclista sempre se dá mal. Qual é a sua moto?

também mudei muito minha postura com o carro... se antes eu já respeitava motociclista, hoje eu respeito ainda mais.

minha moto é uma intruder 250, ano 98. O link para as fotos tá no rodape da mensagem. :)

Carlos Roberto
16-06-06, 16:13
Minha esposa tava doida pra ganhar uma Intruder 250, mas todas que a gente ia ver tava muito mal conservada ou muito cara pro ano. Foi aí que ela viu a Intruder 125 e apaixonou. A moto já está cheia de enfeite...Agora estamos de olho na nova moto da Sundown, a VBLADE 250. Pelas fotos que vi é uma custom bonita, mas pena que ainda não chegou na concessionária em Brasília.

Carlos Roberto
16-06-06, 16:20
Muito bonita a sua moto...Tem estilo. Uma sugestão que eu faria é a troca do mata-cachorro para um de estilo Harley, onde dá pra colocar uns apoios para o pé, pra esticar mais as pernas. Coloquei na Intruder da minha mulher e ficou 10. Esse que está usando é mais pra moto tipo street, como a minha, uma Twister.

ubiratamuniz
16-06-06, 16:39
Minha esposa tava doida pra ganhar uma Intruder 250, mas todas que a gente ia ver tava muito mal conservada ou muito cara pro ano. Foi aí que ela viu a Intruder 125 e apaixonou. A moto já está cheia de enfeite...Agora estamos de olho na nova moto da Sundown, a VBLADE 250. Pelas fotos que vi é uma custom bonita, mas pena que ainda não chegou na concessionária em Brasília.

Intruder 250 é uma motinha que precisa ter uma paciência de Jó pra encontrar uma usada em bom estado a preço aceitável. A minha passei um mês correndo atrás pra achar. Realmente a maioria estava um caco, e a minha foi a única inteira que achei, e tá novinha, 14 mil km originais e veio até com manual e nota fiscal da fábrica (foi a única que vi de único dono pra vc ter uma idéia).

Sobre a VBlade, desisti de ver a moto... o vendedor da concessionária a cada duas semanas me dizia "daqui a duas semanas chega". Enfim... acho que não querem vender, acho que só querem agora vender hunter 90.




Muito bonita a sua moto...Tem estilo. Uma sugestão que eu faria é a troca do mata-cachorro para um de estilo Harley, onde dá pra colocar uns apoios para o pé, pra esticar mais as pernas. Coloquei na Intruder da minha mulher e ficou 10. Esse que está usando é mais pra moto tipo street, como a minha, uma Twister.

Valeu pelo elogio. :-) Esse mata-cachorro "modelo francês" já veio nela. Até que eu gosto do visual dele, e ele protege bem a moto (ele tem um raladão de um tombo que a dona anterior teve). Porém, ele deve provavelmente cair fora com um projetinho que pretendo executar. Já estou analisando a possibilidade de modificar a moto, colocar comandos avançados (pra melhorar o conforto principalmente nos passeios longos), e o mata-cachorro vai ter que ir embora pra poder colocar os comandos. Também estou vendo um assento anatômico (Bancos Erê, do RJ, depois posto as fotos de um modelo pra intruder) pra ela... como a moto pra mim é mais um hobby que uma necessidade (embora eu a use no dia-a-dia pra vir pro trabalho), acho que compensa o gasto (sai bem mais caro que simplesmente trocar o mata-cachorro e colocar as pedaleiras).

Talvez eu antes faça a experincia com o mata-cachorro modelo harley e as pedaleiras, até mesmo pra me ajudar a escolher o posicionamento ideal para os futuros comandos avançados.

Uma pergunta, a intruder 125 da dona patroa vc comprou zero km ou usada? É que tinha uma usada perfeita pra vender na concessionária da suzuki, que eu só não comprei pra mim porque achei a 125 pequena demais pro meu porte. Tava por 4 mil, e em espetacular estado de conservação, era uma vermelho-ferrari com escape esportivo, a coisa mais linda.

Também quero ver uns alforges, mas nada muito grande. Quero algo que sirva para levar os cadernos e livros pra pós-graduação e eventualmente levar o tripé e a câmera (tenho uma fuji s7000, mas as fotos da moto tirei com a sony p72 antiga, que ainda uso quando não quero "expor" a câmera mais cara) pra fazer fotos no fim de semana. Tenho uma mochila de material fotográfico mas ela não é muito prática pra andar de moto, uso mais quando viajo (de carro ou avião) e preciso às vezes andar a pé (subindo trilha ,etc).

leonoronha
16-06-06, 19:53
Que loko !!! Massa D+ esse encontro, final do ano to pretendendo da uma tocada nervosa com a shadow talvez vou daqui pro sul e na volta passarei em Santos ou daqui direto pra Santos dando uma passada ai por Brasilia pra conheçer!!! Se for rolar mesmo te dou um toque Bira pra nois organiza um passeio com a galera ai.

Carlos Roberto
19-06-06, 12:51
Comprei a moto zero, 2006 modelo 2007. A difereça é que o novo modelo é mais potente que o anterior. Passaram se uns 12cv para 13cv de potência. Ela custou 5.400 reais, mas conversando com o vendedor consegui o emplacamento de graça, economizando de uns 200 Reais. E eu vi umas bolsas de couro, modelo "botinha", pequenas, que ficariam ótimas na Intruder. Só não comprei porque não acho seguras elas na moto, embaixo do prédio.Também tenho uma Finepix 7000, a qual curto muito. Preciso agora é fotografar as motos, algo que ainda não fiz, pois tava a fim de uma luz legal, tipo o entardecer, pra fazer a foto bem bacana com flash de cobertura. E quanto a VBlade concordo contigo. Quando eu fui procurar a moto na Sundown, em maio, o cara disse que chegaria no começo de junho e quando voltei, disse que chegaria somente no final de julho. O que me preocupa nisso tudo é que ao comprar a moto, a manutenção acabe sento enrolada também. E olha que a Sundown quer tirar esse pensamendo sobre suas motos, mas desse jeito não vão conseguir nunca.

Carlos Roberto
20-06-06, 13:09
Estou querendo colocar as fotos da Intruder no fórum, mas ainda não tenho mensagens postadas sufucientes. Precisa de umas 20, né?

Mr5ouL
28-06-06, 10:29
Bacana!
Quando eu passar por brasilia dou um pulo nesse encontro...
Ia muito ai, mais de uns 2 anos pra cá sumi. A vida tá louca e tá dificil passear em locais longes assim!
Mais assim que eu passar por ai, "talvez esteja de carro" mas faço questão de da uma passadinha pra conhecer esse encontro!
[]´s galera!

NEWTON CARPER
01-09-10, 20:16
Cara sou de Brasília e entrei nesse site por curiosidade e gostei. Não sabia que havia encontros no Terraço!!!
Se ainda tiver como faço pra pegar os tais adesivos???
abraço

leopedrolli
02-09-10, 00:34
Cara sou de Brasília e entrei nesse site por curiosidade e gostei. Não sabia que havia encontros no Terraço!!!
Se ainda tiver como faço pra pegar os tais adesivos???
abraço


Cara, se eu não me engano não tem mais esses encontros no Terraço, eles agora são na quarta no Florida Mall!

William Sancler
08-11-10, 22:33
É agora ele é feito no Florida Mall no Guará.
Tem um tambem no Sudoeste nos sabados pela manha.
Fica ali no setor de oficinas.

Bráulio Biker
31-01-11, 14:34
Até onde eu sei os encontros de Brasília são:

Terças -feiras
Estacionamento do Ginásio Nilson Nelson
A partir das 19h30. Muitas motos, boa música, lugar aberto mas pouca iluminação.
Por enquanto suspenso por causa das chuvas.

Quartas-feiras
Flórida Mall
Nunca fui, mas me disseram que rola música ao vivo e não está suspenso por causa das chuvas, logo suponho que seja coberto. Quem puder confirmar isso seria bom.

Sábados
Setor de Oficinas do Sudoeste
Todo sábado de manhã o pessoal se reúne no Setor de Oficinas do Sudoeste pra dar um trato na moto e botar o papo em dia. Além de concentrar muitas oficinas de moto, o local parece mais um daqueles eventos de moto, tamanha a variedade de estilos, pessoas e motos no local. Ótimo lugar para mandar lavar a moto, mas se o objetivo é esse mesmo, chegue cedo pois a fila pra deixar a moto brilhando é looonga se você chegar muito tarde. Uma vez cheguei às 8h e já tinham 7 motos na frente pra lavar, na Edu Motos.

É isso aí. Quem souber de mais encontros semanais posta aí pra gente se manter sempre informado.

Um forte abraço!

RômuloBSB
04-02-11, 11:35
Até onde eu sei os encontros de Brasília são:

Terças -feiras
Estacionamento do Ginásio Nilson Nelson
A partir das 19h30. Muitas motos, boa música, lugar aberto mas pouca iluminação.
Por enquanto suspenso por causa das chuvas.

Quartas-feiras
Flórida Mall
Nunca fui, mas me disseram que rola música ao vivo e não está suspenso por causa das chuvas, logo suponho que seja coberto. Quem puder confirmar isso seria bom.

Sábados
Setor de Oficinas do Sudoeste
Todo sábado de manhã o pessoal se reúne no Setor de Oficinas do Sudoeste pra dar um trato na moto e botar o papo em dia. Além de concentrar muitas oficinas de moto, o local parece mais um daqueles eventos de moto, tamanha a variedade de estilos, pessoas e motos no local. Ótimo lugar para mandar lavar a moto, mas se o objetivo é esse mesmo, chegue cedo pois a fila pra deixar a moto brilhando é looonga se você chegar muito tarde. Uma vez cheguei às 8h e já tinham 7 motos na frente pra lavar, na Edu Motos.

É isso aí. Quem souber de mais encontros semanais posta aí pra gente se manter sempre informado.

Um forte abraço!


Esse das Terças-Feiras voltou ou ainda ta susp. ??

Bráulio Biker
04-02-11, 11:43
Acho que não voltaram ainda.