Welcome guest, is this your first visit? Click the "Create Account" button now to join.

User Tag List

Resultados 1 a 15 de 15
  1. #1
    Viajante experiente Avatar de Diego.fcs
    Data de Ingresso
    May 2007
    Localização
    Arapongas - Paraná
    Idade
    35
    Posts
    9.717

    Pequeno review sobre a Royal Enfield Classic 500 ABS

    Saudações.

    Fazia tempo que não postava aqui no forum e recentemente troquei ideia com o pessoal a respeito da Royal Enfield Classic 500 ABS.

    Adquiri a moto em abril, já estava de olho nela, e no final do ano tive a oportunidade de fazer um test ride nela, e gostei muito.

    A moto tem 190kg, isso não atrapalha no transito, por ser monocilíndrica ela é fácil de manobrar e usar no trânsito urbano.

    Não é muito potente, tem 20 e poucos cv e 4,5kg de torque aproximadamente, mesmo torque de uma CB500 bicilíndrica, mas é um motor que tem comportamento diferente, normalmente anda-se em giro baixo, aproveitando o torque do motor, o motor dificilmente pede marcha, basta acelerar que a velocidade aumenta.

    No meu caso fui buscar a moto na concessionária em São Paulo e voltei rodando, com garupa. A moto demonstrou ser muito prática, mesmo para mim que não tenho experiência em andar em São Paulo, com uma moto desse porte, com garupa e ainda fazer uma viagem, tudo novo para mim, mas sem problemas, inclusive foi muito prazeroso.

    Optei pela Classic 500 ABS na cor Battle Green (R$22.000,00), tem as Bullet (R$18.000,00) também, mas essas não possuem freios ABS, o traseiro é a tambor. As Continental GT também são bem legais.

    De início não ultrapassei 80km/h, e no primeiro abastecimento, aos 150km rodados, a média foi de 37km/L, achei uma média mais que excelente, lembrando que boa parte desse trecho foi para sair de São Paulo onde o limite de velocidade das avenidas eram de 50~60km/h e não ultrapassei os 80km/h no começo. No final da viagem a média geral foi de 31km/L, alguns trechos andei a 120km/h, sempre com garupa. A moto demonstrou ter bastante fôlego, e o motor pouco a pouco foi ficando mais "liso" e menos "áspero". A viagem foi de 600km até aqui.

    A primeira revisão foi feita quando cheguei aqui, no total ficou em R$200,00 com mão de obra e peças, e esse é o valor das 3 primeiras revisões até 6000km. Você não perde a garantia fazendo as revisões periódicas fora da concessionária.

    A moto é robusta, é um jeep, de plástico somente retrovisores, piscas e chaves de luz/seta, o resto tudo é de metal, com parafusos, do jeito antigo. os amortecedores são a gás, com regulagem, e com banco de mola, tornando a moto bem confortável, inclusive em estradas ruins. Os freios são a disco (dianteiro e traseiro) e são bons, dão conta do recado. Possui partida elétrica e a pedal. Também tem injeção eletrônica, e possui uma espécie de afogador para ajudar em partidas a frio (nunca precisei usar).

    O painel é simples, com velocímetro a lâmpadas espias, não possui odômetro parcial (deveria ter), também não tem marcador de combustível, possui somente uma lâmpada indicadora de reversa, que começa a piscar quando o tanque está com 5 litros aproximadamente (Total de 13,5L) e fica acesa direta quando baixa mais um pouco, para mim isso é mais do que o suficiente.

    Estou usando ela no dia-a-dia, tanto pela economia como pelo prazer, a média tem ficado em 25km/L. É uma moto bem prática e prazerosa de dirigir no trânsito urbano, por onde passa chama muito a atenção, ninguém acredita ser uma moto nova.

    Nota-se que a proposta dela é ser simples, robusta e confiável, não tem frescura, nem firulas, é o que tem que ser e ponto. É um projeto antigo (a mais antiga ainda em produção), e tem algumas limitações por conta disso.

    No mais é uma marca que parece que vai se consolidar, pois em 1 ano a única concessionária vendeu pouco mais de 600 motos para todo o Brasil.

    - - - Updated - - -

    https://royalenfield.com/br/
    Parem o mundo que eu quero descer...

  2. #2
    Usuário de motoneta Avatar de odilon barth
    Data de Ingresso
    Jan 2018
    Idade
    27
    Posts
    233
    Muito top, vários relatos de donos são muito parecidos. Parabéns

    Enviado de meu A7 usando o Tapatalk

  3. #3
    Motociclista Avatar de Saurus
    Data de Ingresso
    Apr 2007
    Localização
    Nova Friburgo / Rio de Janeiro
    Idade
    53
    Posts
    721
    Muito bom. O pessoal da concessionária em SPO já havia me informado que você pode fazer as revisões em seu mecânico de confiança, contanto que use os kits e peças originais RE. Esta concessionária envia os kits e peças para todo o BRL (claro que tem o custo adicional do frete). Mas se for assim, a garantia fica mantida.

    Eu moro em Nova Friburgo (RJ) e penso em ir até SPO, comprar minha RE Classic 500 e voltar no lombo dela para casa. Só está faltando um detalhe mínimo, de menor importância....o $$$$ para comprar. Mas quando isso for resolvido, certamente compro e venho para casa no lombo dela. Afinal, esse tipo de moto é feito para usar sem dó, sem pena, sem choro, sem vela.

    Além do mais, é justamente esse comportamento meio "chucro", "cru" dessa moto que mais me cativou, moto que não vibra, não treme não tem graça nenhuma. Aliás, quando as motos passarem a ter motor elétrico, vão ter que inventar uma forma ter a vibração e o "pó-pó-pó-pó" característico das motos ogras, senão fica sem graça, sem sal.

    Gostei do relato. Se puder, SE surgirem fatos relevantes, favor nos manter informados.
    Non omni quod licet honestum est. Ad corniger omnes poena parva est. Non posse auxilium perturbare. Ad participandum summum est. Nihil ego fecit. Sic erat cum ego ad hic.

  4. #4
    Viajante experiente Avatar de Diego.fcs
    Data de Ingresso
    May 2007
    Localização
    Arapongas - Paraná
    Idade
    35
    Posts
    9.717
    Citação Postado originalmente por odilon barth Ver Post
    Muito top, vários relatos de donos são muito parecidos. Parabéns

    Enviado de meu A7 usando o Tapatalk
    Isso aí. Obrigado!

    - - - Updated - - -

    Citação Postado originalmente por Saurus Ver Post
    Muito bom. O pessoal da concessionária em SPO já havia me informado que você pode fazer as revisões em seu mecânico de confiança, contanto que use os kits e peças originais RE. Esta concessionária envia os kits e peças para todo o BRL (claro que tem o custo adicional do frete). Mas se for assim, a garantia fica mantida.

    Eu moro em Nova Friburgo (RJ) e penso em ir até SPO, comprar minha RE Classic 500 e voltar no lombo dela para casa. Só está faltando um detalhe mínimo, de menor importância....o $$$$ para comprar. Mas quando isso for resolvido, certamente compro e venho para casa no lombo dela. Afinal, esse tipo de moto é feito para usar sem dó, sem pena, sem choro, sem vela.

    Além do mais, é justamente esse comportamento meio "chucro", "cru" dessa moto que mais me cativou, moto que não vibra, não treme não tem graça nenhuma. Aliás, quando as motos passarem a ter motor elétrico, vão ter que inventar uma forma ter a vibração e o "pó-pó-pó-pó" característico das motos ogras, senão fica sem graça, sem sal.

    Gostei do relato. Se puder, SE surgirem fatos relevantes, favor nos manter informados.
    Então Saurus, eu também tava nessa mas não aguentei, fiz um esquema de dar uma entrada e financiar o resto, a taxa de juros é de 0,89% ao mês, dei R$6000,00 de entrada e financiei o resto, ficou com parcelas de R$500 e poucos. Tem bastante gente do RJ que tem essa moto.
    Parem o mundo que eu quero descer...

  5. #5
    Motociclista Avatar de Saurus
    Data de Ingresso
    Apr 2007
    Localização
    Nova Friburgo / Rio de Janeiro
    Idade
    53
    Posts
    721
    Boizé, Diego, o cacife tá curto até para a entrada.... O salário não sobe, a promoção não sai, o aluguel do apto só aumenta, o gás só aumenta, a energia elétrica só aumenta, a comida só aumenta, a escola do filho só aumenta... ufa.... queria que meu salário e meu bilau aumentassem tanto assim todo mês... huahuahua...
    Non omni quod licet honestum est. Ad corniger omnes poena parva est. Non posse auxilium perturbare. Ad participandum summum est. Nihil ego fecit. Sic erat cum ego ad hic.

  6. #6
    Usuário de motoneta Avatar de odilon barth
    Data de Ingresso
    Jan 2018
    Idade
    27
    Posts
    233
    Citação Postado originalmente por Saurus Ver Post
    Boizé, Diego, o cacife tá curto até para a entrada.... O salário não sobe, a promoção não sai, o aluguel do apto só aumenta, o gás só aumenta, a energia elétrica só aumenta, a comida só aumenta, a escola do filho só aumenta... ufa.... queria que meu salário e meu bilau aumentassem tanto assim todo mês... huahuahua...
    Kkkkk to igual

    Enviado de meu A7 usando o Tapatalk

  7. #7
    Usuário de motoneta
    Data de Ingresso
    Jul 2012
    Localização
    São Gonçalo-RJ
    Posts
    353
    Muito bom o relato, como me ingresso nessa moto vou continuar acompanhando, o meu uso é sem frescura e a moto também tem que ser.

  8. #8
    Viajante experiente Avatar de Diego.fcs
    Data de Ingresso
    May 2007
    Localização
    Arapongas - Paraná
    Idade
    35
    Posts
    9.717
    Se quiserem mais informações, me mandem por MP, aí trocamos o whattsapp e fica melhor, hoje tive passei a manhã toda tentando postar aqui e ficava dando erro, sempre está dando erro de login, e também para postar fotos é complicado. Sugiro também acompanharem a Fanpage da Royal Enfield no Facebook.
    Parem o mundo que eu quero descer...

  9. #9
    Super Moderador Avatar de Stone
    Data de Ingresso
    Nov 2005
    Localização
    Guabiruba - SC
    Idade
    32
    Posts
    12.077
    Parabéns pela moto Diego! Muito linda!
    Achei o preço bastante atrativo, valor justo por ser uma moto de 500cc, levando em conta que as 160 por aí estão 12 mil.
    Gostei da parte que você falou que ela é toda de ferro, gosto dessas coisas, partida a pedal, pra mim quanto menos plástico melhor, pelo que vi é uma CG bolinha parruda!
    Sempre pensava em pegar uma Shadow 600 em um futuro não muito distante, acho a moto muito linda, mas essa aí agora me deu uma balançada!


  10. #10
    Motociclista Avatar de Saurus
    Data de Ingresso
    Apr 2007
    Localização
    Nova Friburgo / Rio de Janeiro
    Idade
    53
    Posts
    721
    Citação Postado originalmente por Stone Ver Post
    ....
    Achei o preço bastante atrativo, valor justo por ser uma moto de 500cc, levando em conta que as 160 por aí estão 12 mil.
    Gostei da parte que você falou que ela é toda de ferro, gosto dessas coisas, partida a pedal, pra mim quanto menos plástico melhor, pelo que vi é uma CG bolinha parruda!
    Sempre pensava em pegar uma Shadow 600 em um futuro não muito distante, acho a moto muito linda, mas essa aí agora me deu uma balançada!
    Stone, o preço da RE 500 não dá para comparar com o de uma Titan 160 zero bala. A RE, embora seja uma 500cc tem a potência de uma 250~300cc moderna. O grande diferencial em ralção a uma 150~300cc atual é o torque, que na RE é de mais de 4 Kgfm e isso faz TODA diferença para quem não dá a mínima para velocidades hiperespaciais, mas quer mesmo é curtir um passeio, permitindo pegar subidas com garupa e bagagem, não precisar ficar trocando marcha toda hora para aumentar velocidade, coisas assim. O "plus" da RE É O TORQUE.

    Essa coisa de ser 99,99% de aço é outro ponto a favor da RE, feita para durar. Partida a pedal com alternativa para a elétrica é tudibãum.

    Outra coisa, Shadow 600, 750 ou qualquer outra custom não tem absolutamente nada a ver com RE. RE NÃO É CUSTOM, é CLASSIC OLD SCHOOL. Então é outra comparação que, ao meu ver, não cabe. Seria como comparar melancia com jaca. hehehe...
    Non omni quod licet honestum est. Ad corniger omnes poena parva est. Non posse auxilium perturbare. Ad participandum summum est. Nihil ego fecit. Sic erat cum ego ad hic.

  11. #11
    Viajante experiente Avatar de Diego.fcs
    Data de Ingresso
    May 2007
    Localização
    Arapongas - Paraná
    Idade
    35
    Posts
    9.717
    Citação Postado originalmente por Stone Ver Post
    Parabéns pela moto Diego! Muito linda!
    Achei o preço bastante atrativo, valor justo por ser uma moto de 500cc, levando em conta que as 160 por aí estão 12 mil.
    Gostei da parte que você falou que ela é toda de ferro, gosto dessas coisas, partida a pedal, pra mim quanto menos plástico melhor, pelo que vi é uma CG bolinha parruda!
    Sempre pensava em pegar uma Shadow 600 em um futuro não muito distante, acho a moto muito linda, mas essa aí agora me deu uma balançada!
    Grande Stone! Então cara, desde que peguei a bolinha (2006) eu já queria ter pego uma moto maior, sempre fui fã de Virago e tudo mais, mas é complicado, Shadow procurei bastante, tudo 16~17 mil motos com mais de 10 anos de uso, perdi o tesão nelas, aí acabei optando por essa zero km. Além disso a ciclística dela é bem melhor que uma custom, acredito eu. E é bem isso mesmo, uma moto parruda, simples, pau pra toda obra.

    - - - Updated - - -

    Citação Postado originalmente por Saurus Ver Post
    Stone, o preço da RE 500 não dá para comparar com o de uma Titan 160 zero bala. A RE, embora seja uma 500cc tem a potência de uma 250~300cc moderna. O grande diferencial em ralção a uma 150~300cc atual é o torque, que na RE é de mais de 4 Kgfm e isso faz TODA diferença para quem não dá a mínima para velocidades hiperespaciais, mas quer mesmo é curtir um passeio, permitindo pegar subidas com garupa e bagagem, não precisar ficar trocando marcha toda hora para aumentar velocidade, coisas assim. O "plus" da RE É O TORQUE.

    Essa coisa de ser 99,99% de aço é outro ponto a favor da RE, feita para durar. Partida a pedal com alternativa para a elétrica é tudibãum.

    Outra coisa, Shadow 600, 750 ou qualquer outra custom não tem absolutamente nada a ver com RE. RE NÃO É CUSTOM, é CLASSIC OLD SCHOOL. Então é outra comparação que, ao meu ver, não cabe. Seria como comparar melancia com jaca. hehehe...
    Isso, o legal dela é esse torque de sobra, só anda no tótótótó do motor, sem esticar marchas. Esses dias andei em uma estrada de pedra com ela, peguei umas subidas bem forte, subi parecendo que tava na marcha lenta dela, em segunda e terceira marchas, de boa, tranquilo, sem fazer força, meu colega com uma Tiger 800 ficava cortando o motor, por conta do controle de tração.
    Parem o mundo que eu quero descer...

  12. #12
    Usuário de motoneta
    Data de Ingresso
    Jul 2012
    Localização
    São Gonçalo-RJ
    Posts
    353
    Na Índia tem muitos acessórios pra ela,inclusive roda de liga leve pra abandonar a maldita câmara de ar. Torço pra abrir uma cc aqui no rio, além do torque ,o fator roubo torma essa moto muito atrativa pro meu uso, encaro até andar com câmara e ar e novo rss

  13. #13
    Super Moderador Avatar de Stone
    Data de Ingresso
    Nov 2005
    Localização
    Guabiruba - SC
    Idade
    32
    Posts
    12.077
    Citação Postado originalmente por Saurus Ver Post
    Stone, o preço da RE 500 não dá para comparar com o de uma Titan 160 zero bala. A RE, embora seja uma 500cc tem a potência de uma 250~300cc moderna. O grande diferencial em ralção a uma 150~300cc atual é o torque, que na RE é de mais de 4 Kgfm e isso faz TODA diferença para quem não dá a mínima para velocidades hiperespaciais, mas quer mesmo é curtir um passeio, permitindo pegar subidas com garupa e bagagem, não precisar ficar trocando marcha toda hora para aumentar velocidade, coisas assim. O "plus" da RE É O TORQUE.

    Essa coisa de ser 99,99% de aço é outro ponto a favor da RE, feita para durar. Partida a pedal com alternativa para a elétrica é tudibãum.

    Outra coisa, Shadow 600, 750 ou qualquer outra custom não tem absolutamente nada a ver com RE. RE NÃO É CUSTOM, é CLASSIC OLD SCHOOL. Então é outra comparação que, ao meu ver, não cabe. Seria como comparar melancia com jaca. hehehe...
    Minha intenção não foi comparar a RE com a Shadow, apenas quis dizer que ao invés de comprar uma shadow quem sabe eu compre uma RE.

    Sobre o preço, na minha opinião, os valores sempre são comparáveis, mesmo sendo de categoria, marca, etc. diferentes. mas isso vai da visão de cada.


  14. #14
    Viajante experiente Avatar de Diego.fcs
    Data de Ingresso
    May 2007
    Localização
    Arapongas - Paraná
    Idade
    35
    Posts
    9.717
    Citação Postado originalmente por Isac-RJ Ver Post
    Na Índia tem muitos acessórios pra ela,inclusive roda de liga leve pra abandonar a maldita câmara de ar. Torço pra abrir uma cc aqui no rio, além do torque ,o fator roubo torma essa moto muito atrativa pro meu uso, encaro até andar com câmara e ar e novo rss
    Pelo que acompanho no facebook, tem bastante gente do RJ que já comprou uma, não sei a distância até a concessionária aí para você, daqui são 600km. Como aí com certeza deve ter ótimas oficinas, creio que não será problema em manter uma.
    Parem o mundo que eu quero descer...

  15. #15
    Usuário de motoneta Avatar de ailton_azul
    Data de Ingresso
    Jun 2016
    Localização
    ╔╣SPO/MG/BA╠╗
    Idade
    43
    Posts
    386
    Citação Postado originalmente por Diego.fcs Ver Post
    Grande Stone! Então cara, desde que peguei a bolinha (2006) eu já queria ter pego uma moto maior, sempre fui fã de Virago e tudo mais, mas é complicado, Shadow procurei bastante, tudo 16~17 mil motos com mais de 10 anos de uso, perdi o tesão nelas, aí acabei optando por essa zero km. Além disso a ciclística dela é bem melhor que uma custom, acredito eu. E é bem isso mesmo, uma moto parruda, simples, pau pra toda obra.

    - - - Updated - - -



    Isso, o legal dela é esse torque de sobra, só anda no tótótótó do motor, sem esticar marchas. Esses dias andei em uma estrada de pedra com ela, peguei umas subidas bem forte, subi parecendo que tava na marcha lenta dela, em segunda e terceira marchas, de boa, tranquilo, sem fazer força, meu colega com uma Tiger 800 ficava cortando o motor, por conta do controle de tração.
    Vou jogar mais pó no ventilador, se me permite, com cortesia. Nas sinaleiras muito se conhece de motos. Não tem um mês, parado no semáforo, um motoqueiro de Tiger ao ver-me com a Duna puxou assunto e foi só elogio às trial. Eu concordei com ele, questão de conforto, e tal. Minha viagem taí e testifica o quanto agüenta a velha Duna. Nem preciso falar de torque, que, humildemente, sobra.

    A Enfield, de longe já tinha visto falar dela, inclusive comentei em outro tópico antigo da mesma. É isso, clássica, alá, o ator que fez " Lawrence of Arabya".



    A minha corre por fora, mas que já fez a rota da seda com um brasileiro, que foi de Beijing a Lisboa numa JH600 sem quebrar. 19.500 k km


    fonte: http://globoesporte.globo.com/motor/...20-mil-km.html
    Última edição por ailton_azul; 17-08-18 às 06:26.

    atual Traxx Dunna 600cc ▒ 2012 ▒ ex KasinskiComet 150cc ▓ 2011 ▓ CG/XL/XLX Hondas RD135Yamaha ▓ Palio NÃO DIGO QUE DESTA ÁGUA NÃO BEBEREI

 

 

Tópicos Similares

  1. Royal Enfield Himalayan já está no Brasil
    Por Diego.fcs no fórum Notícias
    Respostas: 0
    Último Post: 09-08-18, 09:33
  2. Royal Enfield no Brasil em 2017
    Por Diego.fcs no fórum Área de debate
    Respostas: 37
    Último Post: 26-04-17, 09:50
  3. Obra de arte: Royal Enfield 500 customizada
    Por DOUGLAS 00 no fórum Motos do Mundo
    Respostas: 0
    Último Post: 14-06-13, 15:11
  4. Royal Enfield Brasil
    Por Matheus! no fórum Área de debate
    Respostas: 16
    Último Post: 06-09-12, 09:44
  5. Royal Enfield em terras brasileiras … flagramos !
    Por edmilia no fórum Motos do Mundo
    Respostas: 20
    Último Post: 20-03-12, 22:59

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •